Você esqueceu como se logar?
Para o acesso do Educando, utilize o Número de Matrícula como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Para o acesso de Pai/Mãe/Responsável, utilize o CPF (sem pontos ou traços) como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Resgatar Senha

Você esqueceu como se logar?
Para o acesso do Educando, utilize o Número de Matrícula como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Para o acesso de Pai/Mãe/Responsável, utilize o CPF (sem pontos ou traços) como Usuário e a Senha cadastrada, ou a data de nascimento (ddmmaaaa). Resgatar Senha

Notícias

Continue vendo em
seu dispositivo móvel:

Espaço: o que ocorreria com o corpo sem traje espacial?

Espaço: o que ocorreria com o corpo sem traje espacial? Nossa Senhora do Rosário

O espaço sideral não é o melhor lugar para você retirar o traje espacial só para ver o que acontece. Dá para imaginar o que ocorreria, por exemplo, se o primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes, tivesse algum problema ao sair da Estação Espacial Internacional (ISS) durante sua passagem por lá?

Para a física Thaisa Bergmann, do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o ser humano não conseguiria suportar mais do que alguns segundos no vácuo total antes de morrer. "A pressão atmosférica externa, que é zero, provocaria uma pressão interna muito grande por causa da falta de oxigênio, seguida de alguns efeitos desastrosos no corpo humano", explica.

Segundo a especialista, os líquidos presentes no corpo instantaneamente ferveriam - daí a importância do traje espacial, que fornece pressão de ar para manter os fluidos no corpo do astronauta em estado líquido. "Se os fluidos fervessem, o resultado seria o inchaço dos órgãos internos, principalmente do pulmão, e os músculos dobrariam de tamanho. Apesar disso, a pele impediria que o corpo explodisse", considera.

"Depois de uns 10 segundos, o cérebro começa a ter problemas, como perda de visão, inconsciência e convulsões", afirma. Após isso, chega a vez dos vasos sanguíneos que podem arrebentar, deixando a pele com uma cor escura.

A professora também não acredita que, ao prender a respiração,
o ser humano pudesse se manter vivo por mais alguns segundos.
"É improvável. Mesmo que ele conseguisse um pouco de oxigênio
nesse período, apenas retardaria a tragédia total por mais alguns segundos",
prevê.
fonte: http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/interna/0,,OI3161425-EI8407,00.html

Outras Notícias

Ver lista completa
 
Sistema Brasília
Mãe da Sta. Esperança
Colégio Passionista Rosário
Rua Do Rosário (R. Francisco Busato), 54 - Centro Colombo - PR
CEP 83414-240
  •   (41) 3656-3835
Delta Tech - Gerenciamento de Conteúdo